sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

MUSEUS

Documentário Aristides de Sousa Mendes

Poemas sobre o Holocausto_LER +

Se isto é um Homem

Vós que viveis tranquilos
Nas vossas casas aquecidas,
Vós que encontrais regressando à noite
Comida quente e rostos amigos:
Considerai se isto é um homem
Quem trabalha na lama
Quem não conhece a paz
Quem luta por meio pão
Quem morre por um sim ou por um não.
Considerai se isto é uma mulher,
Sem cabelo e sem nome
Sem mais força para recordar
Vazios os olhos e frio o regaço
Como uma rã no Inverno.
Meditai que isto aconteceu:
Recomendo-vos estas palavras.
Esculpi-as no vosso coração
Estando em casa, andando pela rua,
Ao deitar-vos e ao levantar-vos;
Repeti-as aos vossos filhos.
Ou que desmorone a vossa casa,
Que a doença vos entrave,
Que os vossos filhos vos virem a cara.

in Se isto é um homem, de Primo Levi




Quando os nazis vieram buscar os comunistas,
eu fiquei em silêncio;
eu não era comunista.


Quando eles prenderam os sociais-democratas,
eu fiquei em silêncio;
eu não era um social-democrata.


Quando eles vieram buscar os sindicalistas,
eu não disse nada;
eu não era um sindicalista.


Quando eles vieram buscar os judeus
eu fiquei em silêncio;
eu não era um judeu.


Quando eles me vieram buscar,
já não havia ninguém que pudesse protestar.



Martin Niemöller


Escrito com lápis num vagão fechado 

Aqui neste vagão
sou Eva
com o meu filho Abel.
Se tu vires o meu outro
filho Caim, filho do homem,
diz-lhe que eu...

Dan  Pagis
 






Campo de concentração, de António Gedeão

Se isto é um homem, de Primo Levi